Nana Moraes

Fotógrafa, nasceu em 1963 no Rio de Janeiro. 
Formada em jornalismo pela PUC de São Paulo. 
Diretora do Retrato Espaço Cultural. 
Coordenadora de cursos, oficinas e palestras do Espaço Educação Valda Nogueira no Retrato Espaço Cultural.
Coordenadora de Formação do FotoRio.
Colabora há mais de 30 anos para os mercados editorial, cultural e publicitário.
Foi seis vezes vencedora do Prêmio Abril de Jornalismo.
Premiada pela Associação Brasileira de Propaganda como "Destaque Profissional/Fotografia", em 2007 e 2011. 
Participou de várias exposições coletivas, destacando-se, "A Imagem do Som da MPB" (2006) e "A Imagem do Som do Samba" (2008), no Paço Imperial, Rio de Janeiro; e "Eternal Feminine Plural", na International Labor Organization, em Genebra (2011).
Publicou o livro "Andorinhas", Nau Editora, RJ, 2011, primeiro livro da trilogia "DesAmadas" . 
Expôs "Andorinhas" em 2011 no Espaço Tom Jobim no Jardim Botânico do RJ e, em 2012, no II Foto em Pauta Tiradentes.
Em, 2017 expôs "Ausência", no Centro Cultural Correios na programação oficial do FotoRio Encontro Internacional de Fotografia. No mesmo ano expôs na Casa da Cultura de Paraty no Festival Paraty em Foco.
Em 2018 expôs  "Ausência"  na Fundação Oswaldo Cruz na ABRASCO 2018 e participou das celebrações  dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. 
Em 2019 recebeu a Medalha Jorge Careli de Direitos Humanos, em sua 16º edição promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores da Fiocruz (Asfoc-SN).